Não faça dívidas para impressionar os outros

Com frequência nós nos endividamos para comprar roupas, calçados e acessórios que queremos muito. Quando realmente há algum item importante em falta no armário, a compra é justificável. O grande problema começa a acontecer quando essas dívidas surgem para comprar produtos que não têm nada a ver com a gente – são as compras que fazemos para nos afirmar no meio em que vivemos.

Ninguém está livre de cometer esse erro em algum momento, às vezes fazemos este tipo de compra sem pensar muito. A situação fica mais complicada quando a gente gasta mais do que pode e se endivida apenas para nos igualarmos às pessoas ao nosso redor.

Além de ser um hábito prejudicial para o bolso, esse tipo de postura pode ser extremamente nociva para nossa autoestima e confiança. De certa forma, se afirmar através das compras é uma forma de usar bens materiais para mascarar a insegurança. Além disso, acabamos abrindo mão de nosso estilo pessoal para nos afirmar em um grupo de pessoas.

Existem situações em que a afirmação sai do âmbito pessoal e afeta também o ambiente profissional. Certamente existem empresas que exigem um determinado código de vestimenta, mas não necessariamente os preços ou marcas são impostos para se adequar ao lugar. Existem lojas de roupas e acessórios que alcançam todos os ambiente com diversas faixas de preços, algumas delas com certeza se encaixam no seu bolso. O importante é se vestir de acordo com a cultura da empresa, mas sem prejudicar o bolso para tanto. O mesmo vale para festas ou ambientes sociais que exijam vestimenta mais formal.

Clique aqui e continue a leitura do artigo.

Fonte: Finanças Femininas

Leave a Comment