PREVIDÊNCIA

Plano de Benefícios II

O Plano de Benefícios II é um plano instituído na modalidade contribuição variável e tem como base de cálculo o montante constituído pelas contribuições vertidas pelos participantes e patrocinadores e o correspondente retorno líquido dos investimentos, apurado nos termos do Regulamento do Plano.

Foi criado em novembro de 2005 e está aberto a adesões de novos empregados, tanto da CESAN quanto da FAECES.

Regulamento

Baixar regulamento do plano de Benefício II.

Simular Aposentadoria

Acessar Simulador de Aposentadoria.

Área Restrita

Acessar área restrita do beneficiário e assistido.

Ficha de Inscrição

Baixar ficha de inscrição do plano de Benefício II.

Cartilha do Participante

Baixar Cartilha do Participante Plano de Benefícios II.

Regime Tributário

Baixar regime tributário do plano de Benefício II.

Sumário do Plano

Baixar Sumário do Plano de Beneficio II.

Plano de Benefício Definido

O Plano de Benefício Definido é um plano da modalidade de Benefício Definido (BD), que tem como característica principal o conhecimento antecipado do benefício que o participante receberá no momento de sua aposentadoria.

Com a implantação de um novo plano de beneficio em 2005, está fechado a novas adesões. Portanto, a tendência desse plano é a redução gradativa do número de participantes, considerando que muitos deles já se encontram elegíveis à aposentadoria.

Regulamento

Baixar regulamento do plano de Benefício.

Cartilha do Participante

Baixar Cartilha do Participante.

Área Restrita

Acessar área restrita do beneficiário e assistido.

Rentabilidade

Em complementação ao Balanço Patrimonial Consolidado divulgado trimestralmente no jornal Faeces e Você, a FAECES divulga mensalmente a rentabilidade do Plano de Benefício Definido e do Plano de Benefícios II.

A seguir, confira a rentabilidade dos planos de benefícios acumulada no ano de 2019, até Janeiro:

O resultado dos investimentos dos planos de benefícios previdenciários administrados pela FAECES superou consideravelmente a meta atuarial no mês de janeiro de 2019, em função do otimismo com o novo governo, das reformas encaminhadas para o Congresso até o momento e de uma leve melhora no cenário externo.

Os segmentos de investimentos que mais contribuíram para a excelente rentabilidade no mês foram os de renda variável, os multimercados e referenciados, com aproximadamente 9,5%, 2,4% e 5,3%, respectivamente.

O destaque maior ficou com a rentabilidade do segmento imobiliário do Plano de Benefício Definido, que é composto pelas salas comerciais alugadas ao Plano de Gestão Administrativa, que, após reavaliação, obteve rentabilidade de 16,57%.

Esse excelente resultado contribuiu para a redução considerável do déficit acumulado do Plano BD, de R$ 13,5 milhões em 31/12/2018, para R$ 8,5 milhões em 31/01/2019.