Saiba como montar uma planilha de gastos pessoais

Uma planilha de gastos pessoais é uma das melhores estratégias para manter o controle da renda mensal. Este hábito é essencial para conseguir fugir do endividamento, fazer projetos e economizar dinheiro. Porém, muitas pessoas ainda não sabem bem como fazer esse acompanhamento de maneira mais organizada.

Por que é importante manter uma planilha de gastos pessoais?

Quando você começa a registrar tudo o que faz com sua renda, consegue visualizar melhor como estão sendo os gastos. Assim, é possível saber qual fatia vai para gastos com saúde, combustível, lazer, alimentação, entre outras coisas. Com isso, é possível saber com mais precisão quais deles absorvem a maior parte do dinheiro, quais são supérfluos e quais cortes podem ser feitos, sem prejudicar a sua qualidade de vida.

Afinal, como ela pode ser montada?

Criar uma planilha de gastos pessoais é uma tarefa relativamente simples. Porém, é necessário ter o cuidado de registrar algumas informações básicas, que ajudam a fazer o acompanhamento. Confira algumas delas:

>> Separação de planilhas mensais

Primeiramente, o ideal é utilizar planilhas diferentes para cada mês do ano. Assim, é mais fácil acompanhar os gastos e realizar projeções com as receitas de acordo com cada período. Para não utilizar muitos arquivos de uma só vez, vale a pena utilizar as abas do Excel e nomeá-las com os meses.

>> Informações sobre a renda total mensal

Agora, você pode usar as primeiras linhas da planilha para listar quais são suas fontes de renda e os valores mensais. Se elas forem variáveis, é preciso lembrar de alterar no mês seguinte, com o valor recebido. Feito isso, basta criar um outro campo com a soma. Se a renda for de fonte única, basta apenas inserir essa informação no arquivo.

Relação de todas as despesas

Depois, logo abaixo, é hora de fazer uma lista com todas as despesas que você mantém. Para conseguir organizar melhor, vale a pena separá-las por grupos, como, por exemplo: alimentação (supermercado, restaurante, lanche), saúde (convênio médico e odontológico) e gastos pessoais (academia, produtos de higiene pessoal, salão e outros).

Essa é a parte mais trabalhosa da planilha, mas é assim que se consegue diferenciar os gastos essenciais dos demais. Depois que tudo for feito, lá embaixo, crie um campo “total” e faça a soma de todos os gastos que foram relacionados nas linhas.

Clique aqui e continue a sua leitura.

Fonte: Guia Bolso

1
Olá, seja bem vindo ao atendimento digital FAECES. 💡 Esse canal, é exclusivo para assuntos do Plano de Saúde VIVA+:
✔️ Solicitar Autorização de Exames.
✔️ Solicitar 2 Via de Boletos.
✔️ Acessar Guia Médico.
... Entre outros serviços Assistenciais.

💬 Então, como podemos ajudar ?
Powered by